Áreas de intervenção

Áreas de Intervenção ACB

A ACB desenvolve a atividade de promoção da iniciativa empresarial e associativa numa área geográfica constituída por seis concelhos, Amares, Braga, Terras de Bouro, Vila Verde (NUT III – Cávado), Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho (NUT III – Ave).

A notação de NUT (Nomenclatura Comum das Unidades Territoriais Estatísticas), é uma nomenclatura que define sub-regiões estatísticas em que se divide o território dos Estados-Membros da União Europeia. Estas sub-regiões devem ser, obrigatoriamente, utilizadas pelos Estados-Membros e pela Comissão Europeia para a recolha,  compilação e divulgação, a nível comunitário, de dados estatísticos.

Recentemente (assembleia geral 2005), foi alargado o âmbito de influência e de representação da ACB, no sentido de esta acolher associados aderentes radicados em qualquer local do nosso país e estrangeiro, desde que exerçam uma atividade de natureza empresarial ou conexa, por esta representada e venham a ser admitidos nos termos estatutários.

Atividade económica na área de influência da ACB

Portugal tem vindo a desenvolver uma economia crescentemente baseada em serviços e vocacionada para o turismo. A par desta tendência, mais de 60% do universo das empresas existentes nos concelhos de Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde desenvolvem a sua atividade no setor terciário da economia.

O concelho de Braga é o que mais contribui para o enriquecimento deste indicador, com mais de 65% da sua atividade empresarial centrada neste setor. Esta terciarização da atividade económica denota uma caraterização superior à da Região Norte do país, que não chega a atingir os 60% (59,8%) e há a referir que as sub-regiões do Ave (56,9%) e do Cávado (55,5%) contribuem de forma menos significativa.

De uma forma geral, com exceção de Terras de Bouro, concelho no qual a área dos serviços de alojamento e restauração tinha, em 2004, maior predominância, o setor do Comércio é o mais representativo em todos os restantes concelhos.

O fenómeno de terciarização da economia regional é um processo em constante evolução, sendo muito pertinentes os seus efeitos sobre as futuras opções, perspetivas e políticas de desenvolvimento regional.

terciarização da atividade económica

Redes Sociais