Semana-Santa-Braga-2018

No ano de 2017, a Semana Santa trouxe cerca de 64 000 pessoas, não residentes no distrito, à cidade e, dessas, 22 000 pernoitaram na cidade. Assim, estima-se um impacto económico total, nessa semana, que ascende a 15 milhões de euros, dos quais, 9,5 milhões são imputáveis à Semana Santa.

Segundo o estudo de avaliação do impacto económico encomendado pela Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga à Universidade do Minho, estes números corroboram a relevância da cidade de Braga enquanto destino de turismo cultural e religioso, tendo já sido declarada em 2012, pelo Turismo de Portugal, um evento de “interesse para o Turismo”. O estudo foi coordenado por três investigadores da Escola de Formação Executiva da EEG e baseou-se em dados predominantemente primários, obtidos através da aplicação de questionários aos visitantes e aos agentes económicos da cidade, durante ou relativos ao período da Semana Santa de 2017, complementados com informação sobre o impacto mediático do evento.

O estudo foi apresentado, ontem, pelo cónego Luís Miguel Rodrigues, presidente da Comissão das Solenidades, que revelou que a programação da Semana Santa é avaliada de forma muito positiva, sendo recomendada por 99% da totalidade dos inquiridos. Na programação, destaca-se o papel das procissões e celebrações religiosas como principal foco de atração, com potencial reflexo na assistência aos outros eventos previstos durante essa semana.

Saiba mais sobre a Semana Santa Braga 2018 AQUI!

Partilhar:
Redes Sociais