Município de Braga e ACB apelam ao encerramento de serviços não essenciais

O Município de Braga e a Associação Comercial de Braga (ACB) estão a acompanhar de perto o desenvolvimento da pandemia inerente à propagação do COVID-19 e enaltecem a atitude de vários agentes locais que, nos últimos dias, optaram voluntariamente por encerrar a sua atividade.

Este é um momento em que todos devemos caminhar lado a lado e fazer tudo o que está ao alcance de cada um para evitar a propagação desta pandemia. Ciente que os associados são o seu maior ativo, a ACB tem demonstrado uma profunda preocupação pela sua saúde e segurança.

Nesse sentido, face à situação de emergência de Saúde Pública de âmbito internacional inerente à propagação do COVID-19, e em complemento ao despacho do Governo que determina o encerramento dos bares, todos os dias, a partir das 21 horas, o Município de Braga e a Associação Comercial de Braga (ACB) recomendam aos proprietários de estabelecimentos comerciais de serviços não essenciais o encerramento total, e por tempo indeterminado.

Esta medida será um aditivo importantíssimo para conter as possíveis linhas de contágio na Cidade, contribuindo ainda mais para o isolamento social dos Bracarenses.

O Município de Braga e a ACB reconhecem que esta pandemia acarretou consigo efeitos nefastos na economia da região e, particularmente, no sector do Turismo. Uma área que, após ultrapassada esta fase, será uma das prioridades máximas da atuação municipal, através de medidas vocacionadas à sua revitalização e dinamização do sector.

Braga, 15 de março de 2020